sábado, 3 de janeiro de 2015

Mais dicas para Califórnia (gentilmente cedido pelo Rafael)





Uma das melhores coisas na vida de uma blogueira é receber uma notinha do leitor dizendo que o blog foi fundamental pra viagem ter sido boa. Eh, sensação boa que é.
O que dizer então quando recebo um texto extenso, super detalhado, cheio de informações úteis pro pessoal que vem pra California? Mesmo com autorização do Rafael pra edição, não tive coragem, pois achei uma graça ele ter escrito tudo com tanto carinho e tantos detalhes.  Não tinha como não publicá-lo, exatamente como recebi. Espero que vocês leiam e aproveitem as ótimas dicas.
“Depois de anos juntando dinheiro e de esperar as férias no trabalho, finalmente pude realizar a viagem dos meus sonhos: Viajar pela costa da Califórnia dirigindo é algo que sempre quis fazer e felizmente no ano passado pude realizar esse sonho. O sonho não foi completo, pois eu queria ver um jogo time pelo qual sou torcedor fanático, o Los Angeles Lakers, no Staples Center, mas com a NBA em greve quando eu fui esse pedaço do sonho teve que ser adiado… Bom, mais um motivo pra voltar hehehe !  Para a realização do sonho, minha namorada foi comigo, o que tornou a viagem ainda mais especial !

Falemos da viagem em si: A viagem começa no dia 29/10/11, data de saída daqui do Rio de Janeiro com destino final San Francisco, fazendo uma conexão no aeroporto de Houston. Pegamos um voo que saiu daqui do Rio as 21:55, passamos pela imigração em Houston e de lá pegamos um outro voo que chegou em San Francisco as 11:15. Voamos de Continental e posso dizer: Avião fantástico, atendimento excelente, comida boa, check in rápido, bom espaço pra eu ficar sentado (costumo ficar apertado nos aviões), enfim, uma das melhores empresas aéres que já voei !
Escolhemos esse voo chegando bem cedo, pois no dia em que chegávamos em SF tinha o jogo de futebol americano do San Francisco 49ers que eu queria ver (como podem ver, sou fanático por esportes americanos e os 49ers são o time pelo qual eu torço de futebol americano) e o jogo começava as 13:15 ! Saímos do aeroporto correndo, largamos as malas no hotel e fomos de táxi pro Candlestick Park, estádio dos 49ers. Uma experiência inesquecível o jogo, a forma como é tratado (como um espetáculo), as milhares de pessoas se confraternizando antes, durante e depois do jogo, até minha namorada se amarrou em ir hehehe. Vitória dos Niners, voltamos para o hotel de MUNI (se não me engano era MUNI, um tipo de trenzinho) e foi muito tranquilo. Aliás, SF é dotada de inúmeros meios de transporte, não sendo necessário alugar um carro enquanto se passeia pela cidade. Fizemos o check-in no hotel e andamos um pouco por perto do hotel e fomos dormir, pois o jogo de futebol americano demora tanto que só chegamos no hotel umas 18hs, estávamos mortos de cansados e a viagem estava apenas começando.
Hotel em SF – Hotel Fusion, a C-Two Hotel, na Ellis Street. Gostei muito ! Bem localizado, café-da-manhã bom, quartos bons, fui muito bem atendido lá.
Dia 31/10-  acordamos bem cedo e pegamos o Cable car em direção ao Fisherman’s Wharf, com o objetivo de andar no bonde mais famoso do mundo (linha Powell-Hyde) e escolher qual City Tour faríamos. Escolhemos o da Red and White Fleet, que tinha várias paradas legais, ônibus novinhos e que nos permitia fazer o tour por 2 dias. Neste primeiro dia paramos em: Alamo Square, Golden Gate Park (visitando o Japanese Tea Garden, Stow Lake, Rose Garden, California Academy of Science, passamos na frente do De Young Museum, entre outros lugares no GG Park), Golden Gate Bridge (vista do outro lado da baía), Palace of Fine Arts, Lombard Street e por final Fisherman’s Wharf, onde paramos pra “almoçar” (já era bem tarde hehehe) no Cioppino’s ! Muito bom !
Nesse dia a Golden Gate Brigde estava coberta por névoa ! Foi legal ver desse jeito, mas queríamos vê-la normal também ! hehehe, então nos restou rezar pra no dia seguinte não ter névoa e podermos caminhar por ela. Não me arrependi de parar em qualquer um desses lugares, todos são maravilhosos, pra ver um pouco de cada pedaço da cidade. Lombard Street é demais !!
Depois disso ainda andamos pela Ghirardelli Square, comendo uns chocolates na Ghirardelli (muito bom, mas com certeza você encontra os mesmo chocolates mais baratos em outros lugares hehehe) e pegamos o bonde linha Powell-Hyde de volta pro hotel. Chegando por lá fomos na Union Square, que ficava uns 2 quarteirões do hotel, onde entre outras coisas entramos nas lojas da Nike e na Macy’s hehehe
Dia 01/11- Ainda tínhamos direito a mais um dia de City Tour, mas antes de começar a passar os ônibus do tour fomos até Chinatown, que é pertinho do hotel, dar uma volta e ver como é. Tiramos umas fotos naquele portal, por dentro de Chinatown e nos dirigimos pra Union Square, onde pegaríamos o ônibus do tour para fazer outras paradas. Desta vez paramos: Civic Center, Golden Gate Bridge (South Vista Point, do lado de SF), Bay Bridge + Ferry Marketplace e Pier 33 pra comprar ingressos pra Alcatraz.
Neste dia a Golden Gate Bridge estava sem névoa ! Tiramos fotos simplesmente fantásticas, o dia estava ensolarado (apesar de frio), muito bonito ! As vistas desse ponto (antes de atravessar a ponte) são demais, o parque que fica na subida pra ponte é muito legal, com vários pontos para excelentes fotos.
Novamente, todos os pontos que paramos foram muito bem escolhidos, conhecemos vários lugares diferentes da cidade, e na parada para vermos a Bay Bridge, andamos um pouco e pegamos a linha do bonde que anda pela California Street, nem saímos do bonde, fomo e voltamos, só pra conhecer outros lugares da cidade. Apesar de não ser o trecho mais famoso e bonito pelo qual o bonde passa, gostei de andar por ali e ver mais um pedaço diferente da cidade.
Neste dia terminamos o City Tour mais cedo pois queríamos fazer o Tour pela Baía, passando por baixo da Golden Gate Bridge. Pegamos o tour do Red and White Fleet e foi muito bom novamente ! Novas vistas fantásticas da GG Bridge ! “Almoçamos” novamente e fomos para o hotel, por onde andamos novamente em volta, fizemos umas compras pra sempre levar algo pra comer durante os passeios. Fomos no Westfield Shopping Center, perto do hotel, pra conhecer também.
02/11- Desta vez pegamos a outra linha que vai pro Fisherman’s Wharf (Powell-Mason), para assim andarmos nas 3 linhas do bonde hehehe. Tínhamos comprado ingressos pra primeira visita na ilha de Alcatraz, então tínhamos que chegar cedo lá. Ir na primeira turma é a melhor coisa que fizemos, não tinha muita gente na ilha e fizemos tudo na frente dos outros que iam chegando conforme o tempo passava. Esse passeio em Alcatraz vale cada centavo, gastamos acho que umas 4hs lá e nem parece que foi isso tudo… Voltamos de lá e fomos ao Píer 39, conhecer as lojinhas e comprar algumas lembranças. Nesse meio tempo fomos numa Ross Dress for Less que tem ali por perto, sempre tem alguma coisa interessante nessa loja (meias muito baratas, nem levei meia daqui com o intuito de comprar lá hehehe). Tínhamos que fazer hora pois tínhamos planejado fazer o tour California Sunset Cruise, um tour pela baía só que começava no pôr-do-sol e se alongava pela noite. Almoçamos no Fisherman’s Wharf e fomos pro tour. Foi legal a experiência, mas não recomendo ! As fotos não saem legais no escuro e não dá pra ver muita coisa também… Além de ser um passeio caro… Acho que dava pra ter gasto esse tempo pra ir em outros lugares que não fui, mas como já disse, tudo que não fiz é motivo pra voltar hehehe. Como o tour foi até tarde, quando terminou pegamos o bonde de volta pro hotel , fomos no Walgreens comprar alguns mantimentos pois a viagem de carro começava no dia seguinte !
03/11- Dia de ir embora de SF ! Infelizmente, queria muito ter ficado mais uns dias ali e ido pra outros lugares, andar com mais calma pelo Golden Gate Park, ido na Coit Tower… Enfim, ficou pra próxima ! Pegamos o carro cedinho (7 da manhã pra aproveitar mais o dia) na Alamo, que era muito perto do hotel, e partimos em direção a Monterey ! Porém, antes de sair de SF, demos uma parada no Dutch Windmill no Golden Gate Park, lugar que eu tinha visto fotos maravilhosas e tentei surpreender a minha namorada a levando lá, pois na teoria teria um jardim de tulipas bem legal. Esqueci que estávamos quase no inverno e eles acho que tinham acabado de replantar as tulipas, ou seja, não havia flor alguma hehehe. Isso me remete a questão de em que estação do ano ir pra Califórnia, mas falo isso mais pro fim do roteiro.
Saindo do Dutch Windmill pegamos a estrada pra Monterey, indo pela estrada costeira ! (Lembrem-se de pegar a estrada costeira ! O visual com certeza é melhor do que a que vai por dentro do estado – programem seu GPS pra passar pelas cidades da costa, como Half Moon Bay).
Chegando em Monterey, largamos as malas no hotel e fomos na 17 Mile Drive ! Lugar maravilhoso, a vista do Lone Cypress é demais ! Vale a pena gastar umas 5 horas passeando pela 17 Mile Drive, parando em todos os seus pontos, com calma, tirando fotos, o lugar é muito bem feito !
O hotel em Monterey foi o Mariposa Inn, dica daqui do próprio blog ! Dica certeira diga-se de passagem, pois o hotel é bom demais !
04/11- Dia de passear por Monterey ! Fomos na Cannery Row, andamos por um bom pedaço dela e ai fomos no Monterey Bay Aquarium. O Aquarium me proporcionou umas das imagens mais marcantes da viagem, que é quando se entra na seção das águas-vivas… Cara, é indescritível a sensação de quem entra ali pela primeira vez… Tudo escuro, com uma música calma, a luz só iluminando o fundo azul dos aquários das águas-vivas que ficam flutuando ali… Nossa, é de arrepiar ! Quem já viu o filme “Sete Vidas” com o Will Smith deve lembrar de uma das cenas do filme que ele menciona o Aquarium, que foi onde ele conheceu as águas-vivas… É Absurdo aquilo ali ! O Aquarium todo vale a pena o passeio, mas essa parte é com certeza a mais marcante de todas !
Ficamos a manhã inteira no Aquarium, almoçamos e fomos pra Carmel. Fizemos um Walking Tour que catei pela internet, passando por alguns pontos da cidade, que foi bem legal pra conhecer como é a cidade, que é muito acolhedora. Entramos no Welcome Center, onde uma senhora nos recepcionou e ficou contando algumas coisas sobre a cidade, passamos pelo City Hall, Corpo de Bombeiros… Vale a pena o passeio ! Passamos pela praia, onde acompanhamos o pôr-do-sol… Enfim, mais um excelente dia !
Pra terminar o dia voltamos pro hotel (os preços dos hotéis em Carmel são muito mais caros que em Monterey, sendo que Monterey fica nem 10 minutos de carro de Carmel, então vale muito a pena ficar no Mariposa Inn ! hehehe) e demos um pulo no Del Monte Shopping Center, em frente ao Hotel, pra dar um passeio hehehe.
05/11- Dia de ir embora de Monterey em direção a San Luis Obispo, passando pelo Big Sur ! Aqui acho q foi o único erro de planejamento que cometi na viagem… 1 dia é pouco pro Big Sur e seus parques !! Quando eu for novamente, eu vou fazer metade do Big Sur, ai volto pra Monterey, durmo e volto pro Big Sur pra seguir até o seu fim ! Opinião minha novamente: Um dia pro Big Sur é muito pouco !!
Contando da viagem, saímos cedinho de Monterey e pegamos a estrada mais cênica do mundo hehehe. Paramos primeiro no Point Lobos State Reserve, onde pagamos uma entrada que nos dava direito a entrar em qualquer outro State Park naquele dia, e fomos andando pelo parque, tirando várias fotos… Não dá pra ver tudo, o tempo acabou ficando muito curto pra aproveitar bem os parques e a estrada… Talvez até 3 dias sejam melhores pra aproveitar o Big Sur por completo hehehe. Paradinha de 1 hora no Point Lobos, pegamos a estrada novamente… O importante dessa estrada é aproveitar com calma, ir parando nos inúmeros “Spots” pra fotos que tem no acostamento e ir relaxando e curtindo a paisagem… Além desses spots, paramos no Rocky Point Restaurant, que tem uma vista muito legal também, passamos pela famosa “Bixby Bridge” e a outra que não sei o nome hehehe e fomos indo… Até cometermos o erro de entrarmos no Pfeiffer Big Sur State Park… Por favor, por mim, esse parque não vale a pena ! É gigante e as vistas que se tem nesse parque não são nada comparadas as que estão na estrada e nos outros parques ! Entramos na onda de ir até uma cachoeira que estava anunciada nas placas, subimos muito, andamos por mais de hora pra chegarmos lá numa cachoeira mixuruca que nada mais é que um pequeno fio de água caindo num córrego… Foi deprimente esse parque e nos atrasou demais ! Não pude ir em outros pontos que queria ter parado e ainda tive que correr no final do Big Sur pra ainda tentar ir no Hearst Castle… O que contarei a seguir.
Saindo desse parque não tão prazeroso, fomos no Julia Pfeiffer Burns State Park. Esse sim ! Peguem a passagem sob a estrada que dá na McWay Falls… Demais, que lugar maravilhoso… Lindo demais a cachoeira cainda na praia… Nossa, esse pedaço nos acalmou com relação a perda de tempo anterior hehehe. Lugar lindo mesmo…
O problema é que já tinha se passado muito tempo e queríamos ir no Hearst Castle, que tem visitas até pouco antes das 16hs… Desci o Big Sur correndo pra chegar no Castelo e ser informado que não havia mais ingressos pra visitas do dia… Maldito parque, me atrasou, me fez correr pela estrada e me fez perder as visitas do dia no castelo… Bom, sem pânico, mudei meu planejamento, compramos ingressos pro dia seguinte e voltamos um pedacinho do big sur…. Apreciando novamente com mais calma… Depois seguimos a estrada e paramos em San Luis Obispo, parada de uma noite no hotel Best Western Royal Oak, novamente um excelente hotel e bem localizado. Pegamos um carro e demos um passeio pela cidade só pra dizer que fomos, porque lá não tem muito o que fazer e voltamos pra perto do hotel, onde fomos no Madona Shopping, na frente do hotel, onde tem uma Macy’s hehehe. Comemos e fomos dormir pois o dia seguinte ia ser bem corrido…
06/11- Acordamos muito cedo e pegamos a estrada de volta pra San Simeon, terra do Hearst Castle… Fizemos a visita, bem legal diga-se de passagem (a vista lá de cima do morro onde fica o castelo é sensacional), as piscinas gigantes são bem legais, tudo muito bom. Ficamos lá umas 2 ou 3 horas e novamente pegamos a estrada, agora seguindo o caminho pro sul novamente com destino a Solvang ! O pedacinho da Dinamarca na Califórnia é muito legal, interessantíssimo ver os moinhos e as casas com arquitetura dinamarquesa, as inúmeras bakerys com doces fantásticos… Fizemos um Walking Tour, que novamente catei na internet, por lá… Vale a pena desviar a rota pela costa pra ir pra Solvang… Passeamos por lá por umas 3 horas e seguimos pro nosso destino final do dia: Santa Bárbara !
Chegamos em Santa Bárbara e fomos pro Stearn’s Wharf, o píer de lá. É legal, mas não é isso tudo… Vale a pena passar pra visitar, mas acho que não precisava eu ter ficado em Santa Bárbara pra isso… Ficamos no hotel Inn By the Harbor… O Hotel é legal, perto do Wharf, mas era bem caro pro que era …  Demos um passeio de carro pela cidade, mas não me agradou muito… Acho que eu podia ter passado pelo píer e adiantado a viagem… Enfim, aprendendo com os erros hehehe
07/11- Passada a noite em Santa Bárbara, seguimos viagem para Santa Mônica, onde visitamos o Pier de Santa Mônica e a Third Street Promenade ! Esse píer é muito mais legal que o de Santa Bárbara, tem até um parque de diversões hehehe. Andamos na roda gigante, que dava uma vista legal da praia de Santa Mônica, passeamos pelo píer e pela praia, andamos pela Third Street Promenade, que lembra e muito a Lincoln Road em Miami… Almoçamos por alí, uma escolha muito acertada ! Muitos restaurantes legais, bons e baratos ! Comi salmão com macarrão por 12 dólares e estava excelente ! Achei muito legal esse pedacinho que visitamos de Santa Mônica.
Saímos do almoço e fomos pra Malibu, procurar a casa do Charlie Harper hehehe. É sempre interessante ver o que você vê na TV ao vivo, as casas na beira da praia, gigantescas… Muito legal mesmo. Passeamos pelas praias alí e seguimos rumo ao destino final do dia: Anaheim !
Pegamos o caótico trânsito de Los Angeles pra chegar até Anaheim, onde passaríamos 2 dias para ir nas 2 Disneys de lá. Chegamos já à noite no hotel, deixamos as malas e fomos no Downtown Disney pra jantar… Rainforest Café e o seu famoso Volcano (quem não conhece, procure saber… Brownies gigantes com sorvete e chantilly… Nossa…). Ficamos no Hotel Comfort Inn Maingate, barato, com café e estacionamento, perto da Disney, recomendo !
08/11 e 09/11 – Fomos nos 2 parques da Disney: o Disneyland California Adventure e o Disneyland Park ! Passamos cada dia inteiro num deles e, pra quem nunca foi na Disney como eu, é recomendadíssimo ir ! Eu não sou muito fã de parques de diversões, mas minha namorada é. Como eu queria ir a alguns jogos de futebol americano e hockey, foi o acordo que fiz com minha namorada de ir na Disney que ela queria hehehe. Não me arrependo nem um pouco, nos divertimos demais por lá !! Bem a noite passávamos pelo Wallmart mais próximo sempre pra comprar mantimentos hehehe
10/11- Dia de ir pra San Diego ! Dia de jogo do San Diego Chargers hehehe. Saímos cedo, pegamos a estrada e chegamos ainda pela manhã em San Diego. Malas no hotel, fomos pra costa da baía de San Diego fazer o tour pela baía. Compramos o tour que ia pra parte norte e sul da baía, foi bem legal, chega até a mostrar de longe um pedaço do México (San Diego é a última cidade antes de chegar no México hehehe). Após o tour almoçamos ali pelo porto mesmo (excelentes restaurantes ali por perto dos lugares de onde partem os barcos dos tours) e fomos pegar o trem que levava até o estádio dos Chargers, onde o jogo era as 19:15.
Novamente, o futebol americano parece que para a cidade… Era quinta-feira e pegamos o trem lotado com vários torcedores. Chegando lá estádio lotado, mais uma experiência fantástica ! Passado o jogo pegamos o mesmo meio de transporte pra voltar (muito lotado agora), mas foi tranquilo. O problema foi ao sair do trem: Paramos na estação mais próxima do hotel e fomos andando, isso umas 22hs já… Não havia uma alma viva sequer na rua ! Apesar de que, no check-in perguntei pra recepcionista se era tranquilo andar por ali e ela falou q era seguro, não nos sentimos nada seguros por ali ! Andamos rápido e conseguimos chegar no hotel sem problemas hehehe
Aqui ficamos no hotel Holiday Inn Downtown San Diego. San Diego tem um problema que são hotéis caros e sem estacionamento incluso… Nesse nem café tinha e ele é um pouco afastado da zona mais badalada de San Diego que é o Gaslamp Quarter… Só peguei esse hotel porque era o preço mais em conta, mas me arrependi de não ter pago um pouco mais e ter ficado em algum hotel mais pro Gaslamp Quarter. Era melhor até ter pego um por lá, sem estacionamento, e parar o carro a noite num dos inúmeros parkings lots que existem naquela área.
11/11- La Jolla ! A praia mais famosa de San Diego ! Na verdade, são inúmeras pequenas praias ao longo de um pedaço da costa no canto de San Diego… Vale muito a pena o passeio… Andamos na beira da praia, pela ruazinha comercial que tem por ali por umas 3hs e fomos pro passeio principal do dia: San Diego Zoo ! Passamos o dia inteiro dentro deste que dizem ser o melhor Zoo do mundo ! Muita coisa pra ver ali, até os famosos Pandas !! A entrada do Zoo é meio salgada, mas quando você entra você descobre porque… É tudo perfeito ali dentro !! Você pode ficar o dia inteiro ali que não vai ver tudo ! Bom, vimos o máximo possível e adoramos demais !!! Ficamos lá até escurecer, ficando umas 6 horas lá ou mais e voltamos pro hotel. Esse dia tínhamos andado demais e estávamos mortos. Fomos pro hotel dormir porque no dia seguinte tinha mais viagem.
12/11- Acordamos cedo, fizemos o check-out fizemos um Walking Tour (novamente achei na internet) pelo Gaslamp Quarter. Passamos até pelo estádio do time de Baseball local (San Diego Padres). Ainda era muito cedo quando fizemos isso, então não havia muitas lojas abertas, mas valeu o passeio rápido pra conhecer esse pedaço de San Diego.
Após o tour fomos visitar o USS Midway, o porta-aviões museu que fica ancorado ali no Porto de San Diego. Quem já foi no Intrepid (como eu), em NY, vai achar a mesma coisa, mas a minha namorada nunca tinha ido e queria ver como era, então lá fomos nós. Fizemos a visita, por umas 2 horas e foi legal, pra quem nunca foi, vale a visita pra ver os aviões que ficam por lá, passear pelo submarino que está ancorado ao lado, ver o interior do porta-aviões e por ai vai.
Saímos de San Diego e voltamos pra cima da Califórnia com destino final Los Angeles, última parada na Califórnia. Muitos não vão entender, porque eu, que já estava em Los Angeles (passei por lá pra chegar em Anaheim) já não fiquei por lá ao invés de descer até San Diego e depois voltar pra Los Angeles. Bom, fiz isso pois queria ir no jogo dos Chargers em San Diego e como a distância entre as 2 cidades são apenas 2 horinhas de carro, resolvi fazer esse vai e volta pra poder ir no jogo dos Chargers, senão não conseguiria ir.
Chegamos a Los Angeles por volta de umas 16hs, com muita pressa, pois eu tinha comprado ingresso para irmos ver um jogo de hockey dos Los Angeles Kings no Staples Center (Não, o sonho não está completo, tem que ser o jogo do LAKERS no Staples Center hehehe). Largamos as malas no hotel e fomos pro Staples pra ver o jogo. Jogo de hockey é muito divertido, os caras do nada começam a se bater, o placar eletrônico faz palhaçada o jogo inteiro, enfim… Mais uma experiência que só dá pra ter nos EUA ! Paramos o carro pertinho da Arena, então foi muito tranquilo ir e voltar de carro pro jogo (diferente do de futebol americano, que não dá pra ir de carro !). Voltamos a noite pro hotel e fomos descansar pro dia seguinte !
Em LA ficamos no hotel Hollywood Celebrity Hotel, que fica exatamente atrás do Hollywood & Highland Center, um “mini-shopping” tem ligações com o Kodak Theatre e o Chinese Theatre, ou seja, estávamos ao lado dos principais pontos turísticos de LA, ou seja, localização perfeita !! Um pouco caro, sim, mas tinha café e estacionamento, o que é difícil de arrumar em LA. Poder parar o carro sem pagar nada do lado desses pontos turísticos com certeza foi um lado positivo de pagar um pouco mais nesse hotel.
13/11- Chega de jogos, agora é só passeio ! hehehe
Primeira parada em LA: Beverly Hills ! Rodeio Drive, walking tour, rodamos bastante pela “zona nobre de LA”. Vale muito a pena passear por lá.
De lá partimos pro Getty Center (local listado pelo Brad Pitt como “must see” em Los Angeles hehehe) e realmente, é necessário fazer uma visita. É um local afastado de tudo, com exposições de artes, vistas fantásticas de LA, vários gramados onde as pessoas deitavam pra descansar no sol, crianças brincando… Isso tudo sem aquela sensação de estar numa cidade grande como LA. É como se fosse um “esconderijo” onde as pessoas fugiam da cidade…  Essa visita é com certeza recomendadíssima!
Saindo do Getty Center quando já escurecia e deixamos o carro no estacionamento do hotel e fomos andando (essa foi a maior vantagem do hotel) visitar o Kodak e o Chinese Theatre e o Madame’s Tussauds que é ali por perto também. Existem tours por dentro dos teatros, mas não nos interessaram… Mas deve valer a pena, só que tínhamos outras prioridades pra fazer em LA hehehe
Madame’s Tussauds é aquilo de sempre, tirar fotos com as celebridades hehehe. É meio caro, mas vale a pena !
Saímos do Tussaud’s já a noite, então fomos dormir pra aproveitar mais a luz do sol no dia seguinte.
14/11- Acordamos bem cedo e fomos ao Huntington Library, Art Collections e Botanical Garden, um meio que “parque” que fica em San Marino, acho que é uma cidade ao lado de LA (30 minutos pra chegar lá mais ou menos). Outro lugar fantástico ! Andamos por diversos jardins, como o Desert Garden repleto de cactos, Chinese Garden, Rose Garden (esse repleto de rosas, o de SF não estava muito florido hehehe), Australian Garden entre outros… Tinha muita coisa pra ver aqui, andamos bastante apreciando os jardins e as paisagens, adoramos ficar por lá. Vale a pena o passeio pra quem gosta de relaxar, sem se preocupar com o tempo, sem barulho… Muito bom !
Ficamos lá umas 3 horas e fomos fazer um tour pelo Downtown de LA… Bem chato ! Não tem nada, LA é uma cidade meio feinha… hehehe. Não gostei, mas valeu pelo passeio e pra dizer que andei por lá.
Voltamos pro hotel e fomos andar pela calçada da fama, catando as estrelas das pessoas conhecidas, tipo os Simpsons, Charlie Sheen e por ai vai hehehe. Depois disso fomos comer algo no Hollywood and Highland e voltamos pro hotel pois no dia seguinte tínhamos a maior distância pra percorrer de carro, que era até Las Vegas.
15/11 a 20/11- Pegamos o carro e fomos pra Las Vegas, pelo meio do deserto de Mojave ! Conseguimos achar sem querer um outlet no meio do deserto, na cidade de Barstow, e pra variar encontramos brasileiros por lá ! Encontrar brasileiros no meio do deserto, só em outlet mesmo hehehe.  Bom, não me alongarei pra contar sobre Vegas, pois se resume a shows a noite, conhecer os cassinos e suas atrações, jogar e ir nos outlets hehehe. Dica pra quem vai: Antes de comprar qualquer coisa, do tipo ingresso pra Cirque de Soleil ou Buffets, passem em alguma das inúmeras cabines da “Tix 4 Tonight”, que vendem ingressos pra várias atrações e buffets com desconto ! Comprei um ingresso pro Cirque de Soleil de 80 por 40 dólares lá, então prestem atenção nisso.
Em Las Vegas ficamos no Monte Carlo, mas lá hotel é tranquilo, só não tem café-da-manhã. Tem estacionamento grátis em todos os hotéis e os preços foram os mais em conta de toda a viagem, pois tem tanto hotel lá que eles tem que abaixar o preço pra chamar os clientes hehehe. O Monte Carlo ficava bem posicionado na Strip, então acho que valeu a pena. Dica de show: Quem gosta de grupos de dança tem que assistir o show do Jabbawoockez ! Quem não conhece procura conhecer pela internet, os caras são fantásticos, minha namorada não conhecia e amou o show deles.
Enfim, essa foi a viagem de 3 semanas que fiz pela Califórnia + Las Vegas com a minha namorada ! Mudaria algumas coisas? Com certeza, mas como já falei, tudo que não fiz ou não fiz como deveria é um motivo pra voltar e fazer de novo !
Fizemos a viagem em novembro, mas uma dica que eu deixo é: Tentem fazer numa época mais quente, como Julho e Agosto. A maioria das minhas fotos nas praias era de casaco e calça hehehe, não consegui dar um mergulho sequer por lá, pois em novembro já estava bem frio… Pelo menos não peguei chuva, mas alguns dias ameaçava chover, fechava um pouco o tempo, mas não chovia… As fotos com certeza ficariam mais bonitas com o céu limpo, mas… Na próxima vez será diferente hehehe
Todo lugar que íamos possuía estacionamentos rotativos por perto… Procurem na internet, pois sempre dizem o preço e localização dos estacionamentos ! Arrumei lugares baratos pra parar o carro em Beverly Hills e San Diego por exemplo, lugares que era de graça parar e por ai vai. Eu prefiro já ir prevenido e sabendo onde posso parar o carro, assim economizo tempo ao invés de ficar procurando lugar pra deixar o carro.
Bom, me alonguei bastante contando da viagem, mas foi uma viagem longa, na qual tentamos cobrir o máximo possível de cada lugar que nos interessou em nossas pesquisas pela internet… Espero estar incentivando mais pessoas a passearem pela Califórnia, eu não consigo ficar um dia sem lembrar da minha viagem… Já estou planejando ir de novo (dessa vez com calor por favor hehehe).
É isso ! Espero ter ajudado ! Qualquer dúvida eu possuo muita informação, principalmente na minha cabeça, pra responder sobre tudo ! É sempre ótimo poder falar da viagem e relembrar as coisas que fiz…
Maryanne, seu blog foi fundamental em minha viagem ! Parabéns de verdade !!  Beijos”
Obrigadíssima Rafael. Só discordo de uma coisa, a época boa é setembro/outubro e não julho/agosto que ainda é bastante frio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário