sábado, 3 de janeiro de 2015

Hoje já não durmo para descansar, durmo para sonhar.


Um comentário: